Diretores do SEEB/CE participam de curso de formação de dirigentes sindicais

17

Terminou na última sexta-feira, dia 7/5, o primeiro módulo do curso de formação de dirigentes sindicais da Contraf-CUT – Sindicato, Sociedade e Sistema Financeiro –, reunindo sindicalistas da Fetec Nordeste. Os diretores do Sindicato dos Bancários do Ceará, Pedro Moreira, Mateus Neto, Alice Cristina Nogueira, Alex Citó e Ieda Marques participaram da formação. “O processo de qualificação de dirigentes é uma atividade constante para o aprimoramento de suas ações, visto que sempre existe o embate nas mesas de negociações. Por isso, a boa qualificação e o conhecimento são extremamente necessários”, disse o diretor de formação da FETEC Nordeste e diretor do SEEB-CE, Telmo Nunes.


O curso é uma realização da Contraf/CUT, em parceria com o Dieese, e busca promover formação de concepção cutista para os dirigentes ao longo da gestão 2009/2012. Dividido em três módulos, estudando a história do movimento sindical brasileiro, enfocando a participação dos bancários e a construção da CUT, o sistema financeiro nacional e internacional, a moeda e o papel das instituições financeiras ao longo do tempo, bem como os desafios contemporâneos para o sindicalismo cutista. O primeiro módulo foi dedicado para repensar a sociedade de hoje a partir da relação entre os diversos atores sociais, principalmente do movimento sindical, além de fazer um panorama da história da moeda e dos bancos a partir dos seus papéis na sociedade capitalista.


“A experiência foi muito positiva. Todo e qualquer militante tem necessidade de formação, pois ela é essencial para intervenção junto à base e ao patronato”, disse o diretor do SEEB/CE, Alex Citó. Para ele, o primeiro módulo foi muito importante para compreender a situação atual a partir da história.


Na avaliação do diretor Pedro Moreira, o primeiro módulo do curso foi muito importante para conhecer um pouco mais sobre história do movimento sindical. “[O curso] é de suma importância para qualquer dirigente sindical”, disse. Pedro acredita que todos os trabalhadores atuantes no movimento sindical devem buscar fazer cursos de formação como esse para qualificar a atuação no movimento sindical.


O diretor Mateus Neto também aprovou o módulo e destaca a importância que o curso tem para um melhor aproveitamento do mandato sindical. Mateus espera que, no próximo módulo, possa conhecer mais as perspectivas do sindicalismo no Brasil.


O próximo módulo ocorrerá entre os dias 17 e 21/5 e terá um caráter mais técnico, abordando as origens dos bancos, a história da moeda, os acordos de Bretton-Wood e da Basiléia e o sistema financeiro nacional e internacional.