Diretores do Sindicato visitam agência do Centro com poucos funcionários e superlotação

17

Diretores do Sindicato dos Bancários do Ceará visitaram, no dia 10/6, a agência do Santander do Centro de Fortaleza. O motivo da visita foram reclamações de clientes e usuários pelo reduzido número de bancários da agência, principalmente caixas, em relação à demanda de clientes.


Estavam na reunião os diretores do SEEB/CE, Eugênio Silva, Ailson Duarte, Moacir Melo e Carmem Amélia. Eles conversaram com dois gerentes da agência e apresentaram as queixas recebidas pelo Sindicato. Segundo a gerência, já está havendo seleção para contratação de um caixa para suprir a demanda. A gerência também informou que, devido a licença de duas funcionárias do caixa, dois outros caixas de outra agência foram deslocados temporariamente para a agência do Centro.


“Esperamos que não só nos dias normais, mas também em dias de pico, os administradores tomem a medida de solicitar funcionários de outras unidades, pois é nos últimos dias e no início do mês que a superlotação ocorre”, afirma o diretor do SEEB/CE e funcionário do Santander, Ailson Duarte.


A gerência informou também que o tempo de espera por atendimento na agência é, em média, de 30 minutos. O Santander está fazendo uma auditoria externa para verificação do tempo de atendimento nas agências do banco.

HORA-EXTRA – Os diretores do SEEB/CE informaram à gerência sobre denúncias que o Sindicato vem recebendo quanto à troca do pagamento da hora-extra por compensação. Na ocasião, o Sindicato enfatizou ser contra a implantação de banco de horas, o que não está previsto na Convenção Coletiva. Segundo a gerência, o banco faz o pagamento de hora-extra e a compensação só realizada quando há a preferência do funcionário.


A política do banco Santander é fazer a compensação das horas-extras através do banco de horas, procedimento este confirmado em visitas as unidades do Santander de Fortaleza. “Se a agência do Centro adotou a prática de pagar as horas-extras trabalhadas, esperamos que todas as outras agências façam o mesmo, pois é este o procedimento correto”, disse o diretor do SEEB/CE e funcionário do Santander, Eugênio Silva.