Diretoria do SEEB/CE planeja ações do mandato e debate conjuntura econômica

4


No primeiro dia do Planejamento Estratégico Situacional, da diretoria do Sindicato dos Bancários do Ceará, realizado nos dias 2 e 3/2, a palestrante Regina Coeli Moreira Camargos, economista e doutora em Ciência Política, sobre “Novas Tecnologias no Mundo do Trabalho e Seus Impactos”, disse que os bancos estão mais digitais, deixando de fazer atendimentos, transferindo-os para os correspondentes bancários, e passando a fazer somente negócios.


“Todas as forças da economia se submetem ao capital financeiro, que domina o mundo, impondo sua lógica perversa de lucro sem saber a que custo e a curto prazo”, segundo a professora doutora. Explica que a lógica do capital financeiro impõe retrocessos aos bancos públicos, eles serão reduzidos e encolhidos para não fazer sombra aos demais bancos do Sistema Financeiro, isto porque cresceram muito nos últimos 10 anos.


Alertou, ainda, que o Sistema Financeiro é quem comanda a reforma da Previdência, seguindo uma tendência mundial de aumentar a venda de previdência privada pelos bancos. Também os bancos têm interesse na reforma trabalhista, visando aprovar o contrato de trabalho temporário e a prevalência do negociado sobre o legislado, precarizando assim o trabalho bancário.


A segunda palestra do Planejamento, sobre “Para Além da greve: Novas Formas de Luta Política dos Trabalhadores”, a advogada Flávia Souza Máximo Pereira, doutora em Direito do Trabalho, falou sobre o direito de greve e que fazer greve não é somente parar de trabalhar, mas existem formas de paralisação, para perturbar a produção, como greve de tarefas, greves virtuais etc. “As formas de manifestação da insatisfação do trabalhador também evoluíram, abrindo um leque de possibilidades desse trabalhador exercer o seu direito de greve”, lembrou.


Para o presidente Carlos Eduardo Bezerra, “o Sindicato dos Bancários cumpre papel histórico na trincheira de defesa dos direitos dos trabalhadores e a nossa luta vai continuar, com muita resistência”.