Dirigentes do SEEB/CE debatem problemas com representantes da Super/BB

16

Dirigentes do Sindicato dos Bancários do Ceará se reuniram, no dia 29/7, em sua sede, com representantes da Superintendência do Banco do Brasil. Além de ter como objetivo o aumento do canal de negociação entre o banco e a entidade, a conversa visou debater algumas questões de interesse do funcionalismo, com destaque para as péssimas condições de trabalho em algumas agências do Estado.


Representando o Sindicato, estiveram presentes os diretores e funcionários do Banco do Brasil, Bosco Mota, Plauto Macedo e Carlos Eduardo, além do presidente, Marcos Saraiva. Na ocasião, eles pediram uma melhoria no diálogo entre o SEEB/CE e a Super, mirando principalmente o bem-estar do banco e de seus funcionários. “Estamos nos aproximando da Campanha Salarial e essa relação é mais do que necessária. Objetivamos uma rede permanente de comunicação”, ressaltou Carlos Eduardo.


O superintende do BB no Ceará, Sérgio Peres, que recentemente assumiu o cargo no Estado, prometeu um caminho aberto de negociações. “No meu entender, o Sindicato, pela percepção que possui, pode dar um auxílio muito grande para a minha gestão. O meu desejo é criar um pacto com o SEEB/CE”. Já para Marcos Saraiva, não vivemos mais em uma época de exacerbações de atitudes, por isso a importância do ininterrupto diálogo com a Super. “Sabemos que ela pode funcionar como uma interlocutora entre o Sindicato e a presidência do Banco do Brasil”, afirmou.


Além dessa temática, os dirigentes levaram para a mesa de reunião algumas denúncias feitas por diversos funcionários do banco no Estado, que reivindicam, dentre outras coisas, melhorias nas condições de trabalho, o fim da sobrecarga no atendimento e da intensa cobrança por metas. Bosco Mota ressaltou as péssimas condições da agência de Messejana que, devido a grande demanda de atendimento, está levando insatisfação tanto para os clientes como para os bancários. “Temos casos de funcionários que foram agredidos por clientes”, revelou.


Visando resolver problemas na área, o gerente de administração da Super, Luiz Antônio Schueber, disse que o programa “Excelência no Atendimento” do Banco do Brasil será implantado nas principais agências do Ceará nos próximos meses. “Há uma percepção de que o banco cresceu muito e que não foi acompanhado pela tecnologia”, declarou. Os dirigentes do Sindicato prometeram um monitoramento da instalação do programa, e uma nova reunião deverá acontecer depois da conclusão do processo.