Dois anos após concluída, reforma da sede ainda surpreende bancários

23

Após dois anos da inauguração da nova sede do Sindicato dos Bancários, a categoria ainda se surpreende com a infra-estrutura e estética do local.

A nova sede trouxe para a categoria bancária, além de uma boa impressão ao entrar no Sindicato, melhores condições para atender bancários em diversos eventos, como congressos, encontros, reuniões, assembléias, cursos etc. Com a reforma, a sede ganhou um auditório, melhor estruturação das secretarias (com mais espaço para atendimento), estacionamento coberto, pracinha, com mais conforto para receber os bancários que visitam ou precisam vir ao Sindicato.

A reforma, no entanto, não foi apenas física. Foi realizada ainda a reestruturação das diversas secretarias com novos equipamentos e móveis.

Para o diretor do Sindicato Tomaz de Aquino, presidente da entidade na época do início da reforma, o investimento feito representa também, um reforço do patrimônio da categoria e mostra a forma responsável de administrar das gestões cutistas.

Confira a opinião de bancários sobre a nova sede

“A sede do Sindicato é um símbolo do espaço que o trabalhador possa estar tendo na sociedade. Quando vejo a sede da forma que ela está agora, eu vejo reinício, organização, um novo momento com possibilidade do trabalhador repensar a sua formação e que para ele poder ir para um confronto precisa estar munido de conceitos, argumentos e da linguagem do patrão. A nova sede tem como significado para o bancário a estruturação para iniciar novas lutas”.
Lydia Brito (BNB)

“Acho que essa nova reestruturação arquitetônica do Sindicato trouxe uma melhor acomodação para as grandes assembléias e também deu um novo visual ao local. Eu só gostaria que a gente também pudesse utilizar esse espaço para a arte e eu faço aqui uma sugestão. Mas acredito que a reforma ficou boa e ela pode ser melhorada cada vez mais. Falta ainda colocar mais verde, já que nós perdemos o que nós tínhamos, mas acho que a infra-estrutura ficou boa”.
Antônio Sancho (CEF)

“A reforma ficou maravilhosa, acho que o trabalhador nesse País merece muito mais. Eu achei que a nova sede ficou muito boa, as reuniões aqui ficaram mais contempladas, ficamos em área coberta e foi até melhor para realização de eventos no Sindicato. Essa reforma foi muito favorável para a categoria, haja vista que agora os espaços estão mais definidos. Ainda, temos melhor estrutura de atendimento aos bancários, que têm neste Sindicato um ponto de referência”.
Maria Elomar Bezerra (BB)