Eleita a Diretoria executiva da Contraf-CUT para a gestão 2012-2015

16

Os 316 delegados do 3º Congresso da Contraf-CUT elegeram por unanimidade no domingo (1º/4) a nova direção da entidade para o triênio 2012-2015. Reeleito presidente, o bancário do Itaú Carlos Cordeiro comemorou a forte unidade alcançada no congresso e enumerou os desafios da próxima gestão. O diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará, Marcos Saraiva, compõe a executiva da confederação.


“O 3º Congresso mostrou uma unidade muito grande tanto entre os sindicatos quanto entre as forças políticas e, desta forma, a nova direção eleita é o resultado desse processo”, afirma Cordeiro, que também é presidente da UNI Américas Finanças. “A chapa eleita tem uma capacidade enorme de produção política. Avançamos muito na gestão anterior e podemos fazer ainda mais com a nova direção”, projeta destacando ainda a importância de cumprir a cota de 30% de mulheres na nova diretoria.


Cordeiro vê dois eixos principais para a tarefa da Contraf-CUT no próximo período. Por um lado, está a ampliação do diálogo com outros atores da sociedade. “Precisamos dialogar com a sociedade, especialmente sobre o sistema financeiro, que é nossa área de atuação. Por isso, é fundamental a realização de uma conferência nacional sobre o tema, para que a sociedade conheça o sistema financeiro e pense em como fazer a fiscalização e o controle dele. Além disso, vamos também discutir outros temas importantes, como as reformas política e tributária”, ressalta.


O outro eixo é a promoção do emprego decente no ramo financeiro, com a luta por melhores condições de trabalho, segurança, remuneração digna e proteção ao emprego. Entre os principais pontos, Cordeiro cita a luta contra o assédio moral e as metas abusivas, pela ratificação da Convenção 158 da Organização Internacional do Trabalho (OIT) que coíbe as demissões imotivadas, mais segurança, remuneração maior e previdência complementar. “Temos três anos para mudar essa realidade dos bancários. O Brasil está crescendo e precisa distribuir renda e melhorar as condições dos trabalhadores e esse é nosso papel enquanto dirigentes sindicais”, completa.

Novas secretarias e campanha por saúde – Antes da eleição, a plenária final do 3º Congresso da Contraf-CUT aprovou por unanimidade algumas alterações estatutárias, atualizando o texto para a realidade atual da confederação. Entre as principais mudanças estão a criação das secretarias da Mulher e de Relações de Trabalho, que já existem na estrutura da CUT. O congresso aprovou também a realização de uma campanha nacional sobre saúde. Esta será a primeira de um novo modelo de campanha temática que passará a ser realizada pelos bancários. “Vamos definir um novo tema a cada ano, que será trabalhado por todos os sindicatos nacionalmente, num modelo semelhante ao da Campanha da Fraternidade da CNBB”, explica Cordeiro.


Também foi aprovada por unanimidade a convocação de uma conferência nacional sobre o sistema financeiro, a fim de que a sociedade possa debater o papel dos bancos, a política de crédito e a universalização dos serviços bancários.

Conheça a nova diretoria executiva da Contraf-CUT:

Presidência – Carlos Cordeiro (São Paulo)

Vice-presidência – Carlos Souza (Rio de Janeiro)

Secretária-Geral – Ivone Silva (São Paulo)

Secretaria de Finanças – Roberto Von Der Osten (Paraná)

Secretaria de Imprensa – Ademir Wiederkehr (Rio Grande do Sul)

Secretaria de Formação – William Mendes (São Paulo)

Secretaria de Políticas Sociais – Andrea Freitas Vasconcelos (Roraima)

Secretaria de Política Sindical – Carlindo Abelha (Minas Gerais)

Secretaria de Organização – Miguel Pereira (Rio de Janeiro)

Secretaria de Estudos Sócio-econômicos – Antonio Piroti (Rio Grande do Sul)

Secretaria de Saúde – Walcir Previtale (São Paulo)

Secretaria de Relações Internacionais – Mario Raia (São Paulo)

Secretaria de Assuntos Jurídicos – Alan Patrício (Pernambuco)

Secretaria da Mulher – Deise Recoaro (São Paulo)

Secretaria de Relações do Trabalho – Adilson Barros (Rio de Janeiro)

Diretores executivos

Plínio Pavão (São Paulo)

Simoni Nascimento (Santa Catarina)

Mauri Sergio Souza (Campinas)

Marcos Saraiva (Ceará)

Fabiana Uehara (Brasília)

Manoel Elidio Rosa (São Paulo)

Rosalina Amorim (Pará)

Barbara Peixoto de Oliveira (Brasília)