Em reunião, ministros prometem proposta para PLR sem IR

28

A ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, e o ministro da Secretaria-Geral, Gilberto Carvalho, reafirmaram o compromisso do governo com a isenção de parte do Imposto de Renda (IR) na Participação nos Lucros e Resultados (PLR) dos trabalhadores. O encontro com representantes das centrais sindicais ocorreu no dia 23/5, em Brasília, e contou com a participação do secretário de finanças da CUT, Vagner Freitas.


De acordo com Gilberto Carvalho, o governo se comprometeu a chamar as centrais para negociar até segunda-feira, dia 28/5, “depois que a presidenta Dilma Rousseff analisar a proposta feita pelos técnicos do Ministério da Fazenda”. E acrescentou: “tem de botar dinheiro no bolso das pessoas e a presidenta tem consciência disso”.


Carvalho confirmou o que foi anunciado durante o ato do 1º de Maio da CUT e com autorização da presidenta: a isenção de IR na PLR de no mínimo R$ 6 mil. Essa é uma conquista importante para os trabalhadores e para o País. Deixará parte significativa dos tributos no bolso dos cidadãos, valor que será reinvistido na economia.

MP 556 – Os debates ocorreram durante os trâmites da votação da MP 556/2011 – e das emendas que tratam da PLR sem IR. A ideia é garantir que o for negociado entre governo e centrais seja confirmado pelo Congresso Nacional.