EMPREGADOS APROVAM PROPOSTA DE ACORDO ADITIVO

27


Empregados ativos e aposentados da Caixa, sindicalizados ou não, votaram nas assembleias que deliberaram sobre a proposta apresentada pelo banco público e pela Fenaban, no âmbito da Campanha Nacional dos Bancários 2020. No Ceará, a proposta foi aprovada por 78,8% dos bancários cearenses através do sistema VotaBem, entre os dias 30 e 31/8. Votaram não 21,07% e 0,53% se abstiveram.


SAÚDE CAIXA

A proposta final estabelece que todo empregado da Caixa, da ativa ou aposentado, independente da faixa etária, pague 3,5% de mensalidade, mais 0,4% por dependente, com teto de 4,3% por grupo familiar, mais coparticipação de 30% por procedimento, com teto de R$ 3.600 por grupo familiar (internações e tratamentos oncológicos são isentos).  Assim, a representação dos empregados conseguiu com que um aposentado, que receba R$ 9.800 (valor médio de aposentadoria na Caixa), pague R$ 343 de mensalidade (caso não tenha dependentes) e, no máximo, R$ 421,40 (caso tenha dois ou mais dependentes). Pela proposta inicial apresentada pela Caixa, um empregado com mais de 58 anos pagaria R$ 1.505,54 de mensalidade (titular mais um dependente da mesma idade).


CAIXA 100% PÚBLICA

O Sindicato continua na luta, ao lado dos empregados e demais entidades representativas, em defesa da Caixa 100% Pública e da valorização dos trabalhadores. Temos instrumentos de luta importantes que foram assegurados, como o Grupo de Trabalho Saúde Caixa e o Grupo de Trabalho Saúde do Trabalhador. Nossa luta contra a privatização é também contra a MP 995.


VEJA OS PRINCIPAIS PONTOS DA CCT QUE FORAM NEGOCIADOS

GARANTIMOS A MANUTENÇÃO DE TODOS

OS DIREITOS DA CCT E ACT ANTERIORES

Reajuste
2020: Reajuste de 1,5% para salários + abono de R$ 2 mil para todos. Garante em 12 meses valores acima do que seria obtido apenas com a aplicação do INPC para salários até R$ 11.202,80, o que representa 79,1% do total de bancários (isso já considerando o pagamento de 13°, férias e FGTS). INPC sobre VR, VA, valores fixos e tetos da PLR.

2021: Reposição da inflação + 0,5% de aumento real para salários e demais verbas, como VA, VR, auxílio-creche, valores fixos e tetos da PLR.

PLR e PLR Social

Mantida PLR modalidade Fenaban (veja tabela na pág. 5) e PLR Social, com distribuição linear de 4% do lucro (mínimo de uma remuneração base e máximo de três)


Saúde Caixa

• Manutenção da proporção 70/30.

• Manutenção e fortalecimento do GT Saúde Caixa (Grupo de Trabalho Saúde Caixa) para debater novo modelo para o plano, que só poderá ser implementado se houver consenso.

• Mensalidades: 3,5% por titular; 0,4% por dependente, com teto máximo de 4,3% por grupo familiar.

• Coparticipação: 30% por procedimento, com teto de R$ 3.600 por grupo familiar. Para internações e tratamentos oncológicos (câncer) não será cobrada coparticipação. Atendimento em pronto socorro tem taxa fixada em R$ 75,00

• Inclusão de novos empregados no plano, inclusive dos PCDs que ingressaram após 2018.

• Não aplicação até 2022 do teto de 6,5% da folha para despesas do banco com o Saúde Caixa, inserido no estatuto do banco em 2017.

Promoção por mérito

Pode chegar até dois deltas, ano base 2020 e 2021, com aumento em cada ano de 4,6% (incorporado ao salário)


• Grupo de Trabalho do Saúde Caixa


• Grupo de Trabalho Saúde do Trabalhador


• Fórum regional de condições de trabalho


• Exigência de negociação antes de qualquer reestruturação


• Vedação do descomissionamento de gestante