Empregados aprovam proposta do PCS da Caixa

44

Os empregados da Caixa Econômica Federal em assembléia específica realizada dia 1º/7, aprovaram a proposta apresentada pela Caixa para PCS. Cerca de 400 bancários estiverem presentes à assembléia, sendo aprovada a proposta pela maioria. A direção do Sindicato dos Bancários do Ceará já encaminhou a procuração à Contraf-CUT para assinar o aditivo do acordo com a Caixa.


A partir de segunda-feira, dia 7/7, os empregados do Ceará podem fazer adesão ao novo plano. A adesão é individual e voluntária. A opção estará disponível no SISRH (sistema informatizado de recursos humanos da Caixa). O pagamento será creditado na conta do empregado na noite em que ele fizer a adesão ao novo PCS.


A proposta aprovada de PCS contém avanços, visto que após árdua luta, foi conquistada a unificação das tabelas, redução dos números de níveis, garantindo isonomia entre escriturários e TBs. Outro avanço é o interstício que, para o escriturário no PCS 89, variava de 0,8 a 1,4% e no PCS atual é de 2,35%, o triplo em algumas situações.


O teto salarial passou para R$ 3.700,00. Alcança o teto do PCS 98 na referência 212 na nova tabela, em uma promoção simples (1 delta por merecimento a cada ano e 1 delta por antiguidade a cada 2 anos). Em 8 anos de carreira, o TB terá chegado ao teto da carreira anterior. A missão da categoria daqui pra frente é cobrar que as promoções sejam efetivamente realizadas.