Empregados da Caixa fazem greve forte com paralisação massiva no CE

30

Os empregados da Caixa Econômica Federal estão em greve forte e aguardam novas propostas da reunião que está marcada para esta quinta-feira, dia 1º/10, entre o Comando Nacional dos Bancários e a direção da empresa. Nas últimas negociações, a Caixa não chegou a fazer proposta aos trabalhadores, que reivindicam um PCC justo, isonomia e uma PLR (Participação nos Lucros e Resultados) maior.


A greve está forte e consolidada na Caixa, com adesão de 99,03% no Estado do Ceará. A participação dos bancários na paralisação, nos atos e atividades foram fundamentais para pressionar o banco a retomar as negociações, como a que acontece hoje, em São Paulo. O recado dos bancários será dado na mesa de negociação. A Caixa tem de respeitar os seus empregados e apresentar uma proposta concreta aos bancários, esta é a maior reivindicação da categoria.


Segundo o diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará, Marcos Saraiva, empregado da Caixa, “nós temos hoje uma adesão de quase 100% nas unidades bancárias da Caixa na capital e no Interior, mas ainda precisamos de uma maior participação dos bancários nas assembleias. Hoje, teremos negociação às 15 horas. Após a negociação com o Comando Nacional, vai acontecer uma negociação específica com a direção da Caixa, onde esperamos que sejam trazidas propostas e seriedade para a mesa de negociação, para que efetivamente os bancários, durante as assembleias, possam debatê-las, desde que sejam boas e tragam avanços para os trabalhadores”, finalizou.