Encontro Estadual dos Bancários une forças e delibera pauta para 2018

19




Fortalecer o lado que vai defender os bancos públicos, os direitos conquistados com muita luta, a Convenção Coletiva dos Bancários e, além disso, eleger representação política para tirar o poder que está financiado pelos bancos no Legislativo, Executivo e desvirtuando o Judiciário, é o resumo do Encontro Estadual dos Bancários do Ceará, realizado nos dias 27 e 28/4, em Fortaleza.


Nesse Encontro, bancários e bancárias cearenses se uniram, numa inédita união de forças políticas de situação e oposição, que veem a necessidade da união para fortalecer a luta e defender o projeto da classe trabalhadora, ora atacado. Os delegados eleitos em chapa única – “Lula Livre! Mariele Vive!” irão ao 29º Congresso Nacional dos Funcionários do BB e 34º Congresso Nacional dos Empregados da Caixa (Conecef) (7 e 8/6), ao 24º Congresso Nacional dos Funcionários do BNB (18 e 19/5) e à Conferência Regional da Fetrafi/NE (12 e 13/5).


Na abertura, dia 27/4, a presidente da Contraf-CUT, Juvandia Moreira, falou sobre os desafios da categoria para 2018. O presidente da CUT/CE, Wil Pereira e o presidente da CTB/CE, Luciano Simplício, e o secretário geral da Contraf-CUT, Gustavo Tabatinga participaram dos debates da noite e falaram sobre conjuntura política, ataques à classe trabalhadora e a importância da união de todos em torno de um projeto que valorize e respeite os trabalhadores.


Sábado, dia 28/4, Gustavo Tabatinga, Secretário Geral da Contraf-CUT destacou que em 2018, há necessidade de levar para a base o debate sobre o golpe e fortalecer um campo que defende direitos dos trabalhadores, pois vivemos um estado de exceção no País, vivemos uma crise ética, social, econômica e política, maior do que qualquer outra geração já pode acompanhar.


O diretor de Formação do Sindicato, Gabriel Rochinha, debateu sobre “Os Impactos da Reforma Trabalhista na Campanha Salarial de 2018”, com as demissões ocorrendo descaradamente, as pessoas se transformando em PJ, os direitos, até então assegurados, sendo desrespeitados e a necessidade de uma forte mobilização dos bancários para enfrentar esses tempos atuais.


Ainda no sábado, a importância da Comunicação foi o destaque das jornalistas Lucia Estrela e Roberta França que debateram “As Mídias Sociais e a Campanha Salarial 2018”, dando ênfase à atuação da Secretaria de Imprensa do SEEB/CE, à frente o diretor José Eduardo Marinho, com uma vasta gama de ferramentas de comunicação, com papel fundamental de fazer o contraponto à mídia hegemônica, através do jornal Tribuna Bancária, boletins eletrônicos diários, site e redes sociais, entre outros.