Encontro Estadual remeterá 45 propostas à Conferência Regional

16

No último sábado, dia 30/6, cerca de 270 bancários cearenses se reuniram em Fortaleza no Encontro Estadual que contou ainda com a participação do coordenador geral da Contraf/CUT, Carlos Cordeiro e do presidente da FETEC/NE, Lucius Fabiani. O Encontro, de caráter aberto, colheu 45 propostas que serão encaminhadas à Conferência Regional, de 19 a 21/7, em Campina Grande (PB).


Durante o Encontro, os bancários discutiram as estratégias que devem ser adotadas para a campanha nacional dos trabalhadores do ramo financeiro em 2007, além de debater a conjuntura econômica e política atual. “A conjuntura é difícil, sim. Se a mesa é única ou separada, a discussão é falsa, nós temos que lutar para preservar a unidade, não temos que fazer uma campanha menos ruim e sim, fazer uma campanha que seja boa para todos”, analisou Fabiani.


Carlos Cordeiro também defendeu a unidade da categoria e fez um apanhado sobre o que era a campanha salarial há alguns anos antes e como ela se apresenta hoje. “Antes havia uma intensa defasagem salarial devido a inflação galopante e índices diferenciados por regiões, o que justificava campanhas específicas. Hoje, precisamos de nossa unidade para conseguirmos não só aumento real, mas ampliação da PLR, elevação do piso salarial da categoria e o fim do assédio moral”, afirmou.


De acordo com ele, as metas abusivas e o fim do assédio moral são algumas das principais bandeiras que o movimento sindical bancário deve levantar atualmente. “A pressão pelas metas e o assédio moral gera inclusive problemas psicológicos, prejudica as relações pessoais dos bancários e ainda os obriga a vender produtos que muitas vezes não acreditam só para cumprir metas”, finalizou Carlos Cordeiro.


O presidente do Sindicato dos Bancários, Marcos Saraiva, ressaltou a necessidade da união da categoria. “A fragmentação dos trabalhadores só fortalece a classe patronal, nunca o trabalhador. Por isso, é importante ter unidade de ação”, concluiu.