Encontro Nacional vai debater igualdade de direitos

60

Como parte do calendário da campanha, a Contraf-CUT vai promover um Encontro Nacional pela Isonomia dos Trabalhadores dos Bancos Federais, com o objetivo de ampliar a mobilização e aprovar uma proposta que será encaminhada às direções dos bancos. O evento será realizado no dia 30/7, antes da abertura dos Congressos do BB, Caixa e demais bancos.


A Confederação vai organizar, ainda, a elaboração de uma proposta de isonomia por banco, a ser aprovada no Encontro Nacional, e encaminhará as reivindicações. “Vamos marcar uma audiência com os presidentes de BB e da Caixa no mesmo dia para a entrega do documento. Também vamos agendar uma audiência com os presidentes do BNB e Basa em outras datas próximas para proceder a entrega nos mesmos moldes”, detalhou Plínio Pavão, diretor da Contraf.


A Contraf-CUT recebeu até o último dia 30/6 as assinaturas ao abaixo-assinado pela isonomia entre os servidores dos bancos federais (BB, Caixa, BNB e Basa). O documento faz parte da campanha lançada pela Contraf em 17/4. O objetivo é pressionar o Congresso Nacional para aprovar o projeto de lei 6.295/05 dos deputados Inácio Arruda (PC do B/CE) e Daniel Almeida (PC do B/BA), que regulamentam a questão.


Atualmente, o projeto está tramitando na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados. A proposta garante a isonomia salarial, de benefícios e de vantagens entre os empregados do BB, da CEF, do BNB e do Basa.


“Precisamos garantir a aprovação do projeto, que atende antigas reivindicações do movimento sindical bancário e corrige parte das injustiças da era FHC. Os sindicatos e federações também devem articular a aprovação da propositura com os políticos da região”, disse Vagner Freitas, presidente da Contraf-CUT.