Enfim o acordo, mas PLR será creditada somente dia 19/4

38

Após exatos sete meses da data base dos bancários (1º/9), a direção do BNB anunciou a assinatura formal do Acordo coletivo 2009/2010 para o próximo dia 31/3, às 11h, na sede administrativa do Banco, no Passaré, em Fortaleza, com as presenças do presidente da instituição, Roberto Smith e diretor administrativo, Oswaldo Serrano.


O anúncio da tão cobrada assinatura do acordo foi feito pela superintendente de Desenvolvimento Humano do Banco, Eliane Brasil, durante mais uma rodada da mesa permanente de negociação, ocorrida dia 11/3 último, no Recife, na sede da Superintendência estadual do BNB, em Pernambuco. Na oportunidade, Eliane informou, sob protestos dos membros da Comissão Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB/Contraf-CUT), que a segunda e última parcela da PLR 2009 somente será creditada no próximo dia 19/4. Na CEF e BB, o pagamento da PLR foi feito no início do mês em curso.


Na reunião, a CNFBNB/Contraf-CUT cobrou do Banco a implantação do Plano de Funções em Comissão e, enquanto isso não ocorre, que os ajustes feitos nas comissões do atual plano sejam estendidos a todas as áreas. A Superintendência de Desenvolvimento Humano informou que tem um cronograma para ajustar as funções de todos os setores, sendo os próximos os agentes de desenvolvimento e as centrais de retaguarda. Adiantou que espera concluir todos os ajustes até o final deste semestre.


O Plano de Contribuição Variável (PCV) da CAPEF, outra eterna cobrança das entidades, está agora dependendo, segundo o Banco, apenas do recebimento da autorização formal da PREVIC (antiga SPC) para sua implantação, uma vez que nenhum questionamento de forma ou de mérito existe mais na esfera do Ministério da fazenda e Planejamento.


A revisão do PCR, também insistentemente cobrada pela CNFBNB/Contraf-CUT, está, segundo o Banco, em fase final de ajustes técnicos e jurídicos, mas deverá ser encaminhada ao Ministério da Fazenda, para avaliação e posterior aprovação, no início do próximo mês de abril. O Banco informou ainda que em 9/4/2010 divulgará a lista dos promovidos este ano.


O ponto eletrônico, reivindicação mais do que justa dos funcionários de agências, cuja jornada de trabalho é rotineiramente extrapolada, aguarda, segundo o Banco, as adequações exigidas pela portaria Nº 1510, do Ministério do Trabalho, publicada em 21/08/2009 e que dá nova regulamentação ao assunto no âmbito das empresas regidas pela CLT. Enquanto isso, o trabalho gratuito campeia e a CNFBNB/Contraf-CUT está orientando os sindicatos membros a requisitarem fiscalização da DRT com o intuito de flagrar e multar o Banco.


A próxima negociação entre a CNFBNB/Contraf-Cut e a direção do BNB ficou agendada para o próximo dia 8/4, às 15h, em Fortaleza.