Entidades garantem manutenção de genitores do Plano Natural da Camed

8


Fruto de ações políticas e jurídicas adotadas pelos sindicatos de bancários e entidades associativas dos funcionários ativos e aposentados do BNB, a Camed teve que retornar para o Plano Natural os genitores de funcionários associados, corrigindo uma injustiça praticada com o aval da direção do BNB, único beneficiário dessa migração por deixar de contribuir paritariamente para o custeio dos dependentes com algo em torno de R$ 15 milhões por ano.


O Sindicato dos Bancários do Ceará, com dois membros na comissão paritária instalada mês passado para discutir a Camed, foi um dos principais articuladores dessa vitória que pode significar a devolução dos valores cobrados a mais devido à mudança do Plano Natural para o Família.


A comissão paritária vai aprofundar o debate sobre os motivos que levaram ao realinhamento geral de preços e contribuições praticados hoje pela caixa e propor soluções definitivas baseadas em estudos técnicos que responsabilizam o Banco pela manutenção, em maior escala, do custeio da caixa.


Outra conquista para a qual contribuiu o SEEB/CE é a venda do plano Camed Vida (plano de mercado) que vem onerando o plano de autogestão conforme previu o Sindicato ao ser contra a sua criação há anos atrás. Na última negociação entre a direção do Banco, a Contraf-CUT e sindicatos ocorrida dia 23/1, o Sindicato do Ceará mais uma vez reivindicou a venda do Camed Vida como parte de uma série de medidas para equilibrar a situação da caixa e desonerar os associados.