Exposição homenageia 200 anos de Louis Braille

18

O nome completo talvez não traga associações imediatas, mas o sobrenome de Louis Braille é inconfundível. E em homenagem aos 200 anos de nascimento do criador do sistema de leitura para cegos, o Memorial da Cultura Cearense, no Centro Dragão do Mar, lançou na última semana a exposição “Na Ponta dos Dedos”. Até março de 2010, o público cearense poderá conferir objetos da escrita em Braille, além de adentrar no universo escuro e sensível das pessoas com deficiência visual.


A exposição é um resultado dos primeiros estudos do Projeto Acesso, iniciativa que há dois anos promove acessibilidade a pessoas com deficiência através de ações educativas. O propósito da exposição é atingir tanto o público “comum”, para que conheçam a realidade dos deficientes visuais, como os cegos, os quais têm poucas manifestações artísticas dedicadas e indicadas a eles.


Dentre as diversas peças expostas, estão livros e rótulos de produtos de supermercado escritos em Braille, bem como instrumentos utilizados na escrita, como a reglete e a punção. Mas são duas obras especiais que chamam a atenção: um busto feito de resina e um vestido com estamparia em Braille. O busto pertence ao inventor do sistema de escrita e foi uma demanda da comunidade cega que ansiava em conhecer as feições de Louis. Já o vestido, que traz um texto de Bachelard, faz parte do Projeto Ateliê Experimental, idealizado pelos artistas Sólon Ribeiro e Marina de Botas.

SERVIÇO: horário de visitação de “Na Ponta dos Dedos” – terça a quinta, das 9h às 18h30; de sexta a domingo, das 14h às 20h30. Telefone: 3488 8621.