Exposição “NicEstrigas – Arte e Afeto” no Museu da Cultura Cearense

7


A nova exposição em exibição no Museu da Cultura Cearense, localizado no Centro Dragão de Mar de Arte e Cultura, apresenta a trajetória dos artistas cearenses Estrigas e Nice, por meio de suas obras e peças de outros autores que os homenagearam, além de fotografias e vídeos do casal.


Muito além de um panorama dos trabalhos dos dois artistas, o projeto prevê o registro dos espaços do cotidiano permeados pela arte, dos jardins do sítio do casal no Mondubim, onde viveram (e ainda vive Estrigas), da resistência em manterem e preservarem voluntariamente o Minimuseu Firmeza. Fundado em 1969, o espaço preserva mais de seis décadas da história da arte no Ceará.


Em duas salas distintas, a mostra recompõe os percursos de Nice e Estrigas por meio de fotografias, pinturas e bordados, relacionados a várias fases de suas carreiras. Registros e homenagens de diversos autores e admiradores que têm acompanhado os artistas recriam o “estado de espírito poético” do sítio. A exposição conta com a colaboração de colecionadores que emprestaram peças de seus acervos, além de itens do próprio Minimuseu.


“É imensa a importância de seus legados artísticos, não só quando trazem a modernidade da pintura à cena contemporânea, mas também quando se esforçam, através da criação e manutenção do Minimuseu Firmeza, para preservar e perpetuar a memória cultural do Estado”, afirma o curador Bené Fontele.


Aprovado no IV Edital Mecenas do Ceará, com o apoio cultural da Coelce, o projeto “Nice e Nilo Firmeza – Encontros com a Arte” tem a coordenação de Patrícia Veloso.


SERVIÇO

Visitação de terça a quinta-feira, das 9h às 19h (acesso até às 18h30) e sexta a domingo, das 10h às 20h (acesso até às 19h30)

Acesso gratuito