Fenaban não apresenta nada e bancários devem intensificar pressão

21

Ao contrário do que foi firmado na última negociação entre bancários e banqueiros, dia 29/8, a Fenaban não apresentou nenhuma proposta econômica na rodada de negociação que aconteceu nesta sexta-feira, dia 15/9, entre o Comando Nacional e os representantes dos bancos. Cobrada pelo Comando Nacional, foi aberta a possibilidade de apresentação de proposta na próxima reunião, na terça, dia 19/9.

“A postura dos banqueiros neste ano é de total desrespeito, faz muito tempo que não chegamos ao final de setembro sem nenhuma proposta, como está acontecendo. Entregamos nossas reivindicações em 10/8 e, até agora, nada. Teremos de aumentar a pressão e preparar a greve para mudar essa postura”, afirma Vagner Freitas, presidente da Contraf-CUT.

Na negociação desta sexta, o único “argumento” utilizado pelos representantes dos banqueiros foi que o acordo do ano passado custou “muito caro” com o pagamento de aumento real, abono e PLR e que, neste ano, com uma inflação menor, querem pagar menos. “Isso é um absurdo e um argumento falacioso, porque, independentemente da inflação, os bancos bateram recordes de lucratividade”, conclui Vagner.

O presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará, Marcos Saraiva participou da negociação em São Paulo e afirma que os banqueiros continuam enrolando. “A nossa orientação é mobilização geral”, disse Saraiva. Os bancários representam uma das categorias mais organizadas do País, que já demonstraram sua força. “Vamos fortalecer as atividades desta semana”, concluiu.

Mais mobilização – Os Sindicatos de todo o País devem aumentar a mobilização nos próximos dias, preparando a categoria para a greve. Na terça-feira, dia 19, acontece reunião do Comando Nacional, nos dias 20 e 21 estão previstas manifestações e paralisações em todo o País.

No último dia 12/9, o Sindicato dos Bancários intensificou a mobilização por bairros e realizou um grande arrastão pela Av. Gomes de Matos (Montese). Os diretores visitaram diversas agências informando os bancários a respeito das negociações e a sociedade sobre as reivindicações da categoria. Durante a manifestação foi apresentada a peça “Faroeste Bancário”, pelo grupo Trup Tramas de Teatro.