Feriado em homenagem à libertação dos escravos proposto pelo Deputado Lula Morais

32


O Estado do Ceará conta com mais um feriado em sua agenda. No próximo dia 25 de março, data da abolição da escravidão no Ceará, será feriado da data magna do Estado. A Emenda Constitucional, de autoria do deputado Lula Morais, foi aprovada pela Assembleia Legislativa em 1º de dezembro de 2011, sendo promulgada e publicada no Diário Oficial do Estado em 6 de dezembro de 2011.


História – O Ceará foi a primeira província do Brasil a abolir a escravidão, em 25 de março de 1884. No dia 1º de janeiro de 1883, a Vila do Acarape, atual município de Redenção, situado a 55Km da Capital, emancipou os seus escravos um ano antes da província do Ceará, o que fez com que Redenção viesse a sediar a Universidade da Integração Internacional da Lusofania Afro-brasileira.


Na Assembleia Legislativa do Estado, o deputado Lula Morais anunciou que sua proposta de Emenda Constitucional acrescenta parágrafo único ao artigo 18 da Constituição do Estado do Ceará que determina o dia 25 de março como data magna do Estado.


Ceará Terra da Luz, Berço da Liberdade – A Província do Ceará foi a primeira do Brasil a abolir a escravidão da raça negra. Este episódio histórico levou José do Patrocínio, durante uma conferência, em favor da abolição, a denominar o Ceará de “Terra da Luz, Berço da Liberdade”. Os jangadeiros cearenses também aderiram ao movimento abolicionista e, em janeiro de 1881, fecharam o porto de Fortaleza ao embarque de escravos. O jangadeiro Francisco José do Nascimento afirmou que no porto do Ceará não embarcariam mais escravos. Por esse gesto passou à história como o “Dragão do Mar”. Essa determinação foi cumprida.


Segundo o deputado Lula Morais, a relevância desses fatos históricos o motivou a propor o dia 25 de março como data magna do Estado, com objetivo de chamar a atenção do povo cearense e enaltecer a luta de nossa gente.