Fim do ponto a ponto prejudica funcionários e terceirizados do BNB

5


A extinção a partir de agosto do sistema do transporte Ponto a Ponto vai prejudicar centenas de funcionários e prestadores de serviços do BNB. A decisão da Diretoria do Banco tem como justificativa a redução de despesas, mas resulta inócua ante os desperdícios e as denúncias de corrupção existentes na Instituição. O saldo é negativo para os trabalhadores.


A medida foi adotada sem qualquer consulta aos usuários do serviço, é o que afirmam os prejudicados com a decisão. O SEEB-CE reivindica a suspensão da medida até que o Banco ofereça alternativas de deslocamento para os trabalhadores molestados.


O Sindicato volta a cobrar da Direção do BNB maior vigilância e a tomada de providências contra gestores da alta cúpula do Banco que apresentam desvio de conduta na gestão de suas respectivas áreas.


Sabe-se que alguns gestores de alto escalão agem de forma autoritária e antidemocrática, perseguindo funcionários que se mostram ativos na defesa de seus direitos.


O SEEB/CE repudia tais condutas que vão na contramão do momento que vive hoje o País, caracterizado pelo descontentamento do povo, como mostram as recentes e contínuas manifestações realizadas nas ruas pelos movimentos sindicais e sociais brasileiros.