Fique Atento

12


  • O Senado aprovou aumento de 16,38% no salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), que eleva o salário de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil. Segundo o cálculo de técnicos da Câmara, o aumento deve gerar um rombo de R$ 4 bilhões para a União e estados, devido o efeito cascata.

     

  • A equipe de transição do presidente eleito articula nos bastidores a aprovação de medida provisória, encaminhada em setembro pelo governo Temer para garantir, além do adiamento do reajuste dos servidores de 2019 para 2020, como também restringir aumentos nos 4 anos do seu mandato.

     

  • O fim da estabilidade do servidor público é aprovada na CCJ do Senado, com novas regras para a demissão por “insuficiência de desempenho” de servidor público estável. As regras se aplicam a todos os níveis da Federação e a todos os poderes.

     

  • Enquanto propõe que o brasileiro trabalhe por mais tempo para se aposentar, a reforma da Previdência ignora os R$ 426 bilhões que não são repassados pelas empresas ao INSS. Esses números são da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, que classificou 32.224 empresas que mais devem à Previdência Social e constatou que a grande maioria, 82%, são ativas.

     

  • O Senado abriu uma consulta pública sobre a volta das armas como solução para o problema da segurança pública e mais de 940 mil pessoas disseram não para a revogação do Estatuto do Desarmamento contra 718.128 que disseram sim. O resultado confirma a pesquisa DataFolha de outubro, onde 55% dos entrevistados afirmaram que a posse de armas deve ser proibida.


Envie sua sugestão para imprensa@bancariosce.org.br ou ligue (85) 3252 4266