Força da mobilização mantém Caixa 100% Pública

10


Em 2015, os empregados da Caixa Econômica Federal se mobilizaram com a sociedade, para defender o banco como patrimônio do povo brasileiro. No final de 2014, a presidente Dilma Rousseff chegou a anunciar a jornalistas a intenção de abrir o capital da Caixa através de uma oferta pública inicial de ações. Mas, após a intensa pressão dos trabalhadores, o governo federal anunciou que a Caixa iria continuar 100% pública, em coletiva de imprensa, dia 8/4, quando o então ministro da Fazenda, Joaquim Levy  afirmou que “a Caixa continuará sendo uma empresa 100% pública”.


No dia 12/1, o Sindicato dos Bancários realizou uma grande manifestação contra essa abertura de capital, com um abraço coletivo ao prédio histórico da Caixa na Praça do Ferreira e um café social para a população. O objetivo dos bancários era mostrar à sociedade a importância da Caixa como o maior banco social do País e fazer o governo desistir de sua intenção de abrir o capital. 


O SEEB/CE realizou o seminário “Os impactos da abertura de capital da Caixa para os trabalhadores, a sociedade e as políticas públicas”, no dia 22/1 e, no dia 27/2, participou de audiência pública na Assembleia Legislativa, quando propôs o manifesto “A Caixa Não se Vende. A Caixa é do Povo”. No dia 27/2, foi feita grande manifestação com coleta de assinatura para o abaixo-assinado em defesa da Caixa 100% Pública.