Fortalecer a greve para quebrar a intransigência dos banqueiros

16

Ontem, dia 7/10, foi Dia de Luta no Bradesco, onde o Sindicato dos Bancários do Ceará fez uma grande manifestação com distribuição de cachorros-quentes aos clientes dentro da agência do Bradesco dos Peixinhos, na Rua Barão do Rio Branco, em Fortaleza. Nessa agência funcionam vários departamentos importantes do banco, como Poder Público, Recursos Humanos, Treinamento, DRC, DCO, Patrimônio, DSC, Imobiliário, agência Prime e Bradesco BEC Centro Comercial.


“Queremos mostrar à população a cachorrada que os banqueiros fazem em não querer negociar”, disse o diretor Marcos Saraiva, mostrando que os sanduíches fazem alusão à intransigência e a postura dos banqueiros para com os bancários e a população. “Sem proposta decente a greve continua e cada dia mais forte”, completou.


Banco cruel. Foi assim a definição do Bradesco pela diretora do Sindicato e funcionária do banco, Carmem Amélia. “Cruel e desumano na forma de impor o cumprimento de metas aos seus funcionários. Mas isso não intimida os bancários que resolveram fazer a greve forte para quebrar a intransigência do Bradesco”, disse lembrando que essa é uma bandeira da Campanha Nacional deste ano, que exige o fim das metas abusivas.


Para o presidente Carlos Eduardo Bezerra, a expectativa é de que a greve continue a crescer. “Os patrões e o governo não tem tido o devido respeito às nossas reivindicações. Queremos condições decentes de empregos, saúde e segurança”, disse


“Esta semana a Mega Sena pagou prêmio de R$ 119 milhões. Enquanto isso o lucro dos seis maiores bancos do Brasil, somente no primeiro semestre deste ano, foi de mais de R$ 25 bilhões, o que corresponde uma Mega Sena por dia. Só de lucros para os banqueiros”, denunciou Carlos Eduardo.