Fórum paritário cobra mais agilidade na implantação de melhorias nas condições de trabalho

21


Em reunião realizada na terça-feira (16/6), em Brasília (DF), as representações dos trabalhadores no Fórum Paritário Nacional de Condições de Trabalho reivindicaram da Caixa Econômica Federal agilidade no retorno às demandas apresentadas nos fóruns regionais. A reunião foi convocada para debater e buscar medidas de combate e prevenção a problemas encontrados nas unidades, como desrespeito à jornada de trabalho, assédio moral, cobrança por metas abusivas e falta de estrutura.


Inicialmente estava prevista, no Acordo Coletivo de Trabalho 2014/2015 (ACT), a instalação dos projetos-pilotos dos fóruns regionais em Brasília, Campinas, Curitiba, Fortaleza e São Paulo. Mas, por conta do aumento considerável de assaltos a agências, o Rio de Janeiro foi incluído posteriormente.


Para os dirigentes dessas bases sindicais, inclusive no Ceará, a instalação dos fóruns foi positiva, pois possibilitou que as diversas áreas do banco dialogassem entre si, viabilizando celeridade no atendimento das demandas, mas consideram que é preciso aprimorar o seu funcionamento. Na avaliação das representações dos trabalhadores, é necessário que a Caixa envie para as reuniões gestores com poder de negociação.


Os projetos-pilotos dos fóruns regionais vão funcionar até 31/8. O prazo inicial de seis meses foi prorrogado por solicitação da Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa – Contraf/CUT). Os representantes dos trabalhadores contestaram o posicionamento da Caixa de impedir que jornalistas das entidades sindicais acompanhem as reuniões dos fóruns regionais, casos ocorridos em Brasília e Curitiba e reivindicaram a revogação dessa medida. Consideram que foi uma medida unilateral tomada pelo banco. A Geing ficou de avaliar a reivindicação com as outras áreas.


“O fórum representa uma possibilidade de debater as demandas específicas da região. Em Fortaleza, os encaminhamentos dados aos problemas que apresentamos foram satisfatórios e estamos prontos para sua instalação definitiva”

Marcos Saraiva, integrante da
CEECaixa e diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará