Frente em Defesa dos Serviços e Empresas Públicas será criada em um mês

3


A Campanha “Se é público, é para todos” será intensificada em busca de 200 assinaturas para criação de uma Frente Parlamentar Mista em Defesa das Empresas e Serviços Públicos no próximo mês. Estas foram duas das metas definidas durante o lançamento da campanha “Se é público, é para todos” no Congresso Nacional, no dia 18/10.


Durante pouco mais de duas horas, houve destaque dos projetos do governo golpista que ameaçam as empresas e os serviços públicos, entre os quais a PEC 241, que limita os investimentos em setores fundamentais. Pelo Ceará, estiveram presentes ao encontro os diretores do Sindicato, Marcos Saraiva, representante do Nordeste na CEE/Caixa e o presidente da APCEF/CE, Áureo Júnior.


A ideia agora é que essa repercussão se estenda por várias instâncias da sociedade civil, desde associações de bairro até câmaras municipais, assembleias e o próprio Congresso, passando por entidades sindicais, associativas e sociais, como forma de informar a população e ganhar a adesão para a defesa do que é público.


A luta contra o PLS 555 (estatuto das estatais), que resultou na criação do comitê e lançamento da campanha, também foi lembrada pelos presentes. O senador Paulo Paim, que participou das articulações no Congresso, possibilitando avanços no projeto que se tornou a lei 13.303/16, destacou ainda que os que votam contra a sociedade serão jogados no lixo da História, numa analogia aos que foram contrários à promulgação da Lei Áurea.


“Temos que destacar o papel social da Caixa e a importância dos seus projetos desenvolvidos. A Caixa é de todos, assim como o Brasil, e todos juntos somos maiores do que os ataques que agora sofremos”
Marcos Saraiva, diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará e empregado da Caixa