Funcionamento do BNB é precário na Capital e no Interior

20


  


O BNB tem um número insuficiente de agências no Ceará, fato que aliado à quantidade de funcionários também insuficiente, gera superlotação e transtornos no atendimento ao público. O Sindicato dos Bancários do Ceará visitou as agências do BNB de Tianguá, Sobral, São Benedito e Granja e constatou deficiências, que prejudicam a população e os funcionários. Os dirigentes sindicais Mateus Neto, Océlio Silveira e Erotildes Teixeira detectaram, em visita às unidades, extrapolação de jornada, rede de agências sem capilaridade, poucos funcionários, infraestrutura precária, não-pagamento de horas extras e desvio de função.


Na Capital – O mesmo cenário caótico foi detectado em Fortaleza pelo Sindicato, que constatou transtornos nas agências Bezerra de Menezes e Centro. Superlotação, filas ultrapassando as dependências do prédio, clientes sob sol forte e falta de ar condicionado no autoatendimento na Bezerra de Menezes. Já na agência Centro, várias denúncias apontam que as obras do prédio da Justiça Federal atrapalham o trabalho dos bancários por conta de barulho e poeira. O Sindicato comunicou as situações à Superintendência de logística do Banco, que se comprometeu em tomar providências.