Funcionários da agência de Nova Olinda vivem situação de caos por más condições de trabalho

6


O Sindicato dos Bancários do Ceará denuncia, mais uma vez, a situação precária em que estão expostos os funcionários e clientes do Banco do Brasil da cidade de Nova Olinda, na região do Cariri.


Os diretores do Sindicato Bosco Mota e Léa Patrícia, que já visitaram a unidade, relatam que a unidade, um posto de atendimento, não tem condições estruturais de atender a demanda da cidade. “O município tem potencial econômico, mas a unidade, fisicamente, não suporta o volume de atendimentos. São apenas cinco funcionários para dar conta de pagamentos, agronegócio, habitação etc. O resultado é um local minúsculo sempre lotado”, destaca Bosco.


Se para a clientela, que eventualmente vai à agência, a situação é complicada, a realidade dos funcionários, que estão diariamente na unidade, é bem pior. “O banheiro é um só para homens e mulheres e ainda serve de depósito. Os funcionários têm de comer em pé porque não há espaço. O atendimento preferencial é feito na mesma área onde fica o cofre e até o numerário para abastecer os caixas passa pelo meio dos clientes. É uma situação de caos total”, reforça Léa.


De acordo com a dirigente, o Sindicato já encaminhou a denúncia à direção do BB, inclusive com fotos, mostrando a situação do local.


============
“Não é a primeira vez que o Sindicato cobra uma reforma para ampliar a agência ou mesmo que o banco alugue outro prédio para que os funcionários possam trabalhar e atender a população com dignidade. Já fizemos a denúncia à direção do BB, com fotos, e vamos cobrar retorno”
Léa Patrícia, secretária de Organização do Sindicato dos Bancários do Ceará e funcionária do BB