Funcionários do BNB organizam Dia de Luta

57

Diante do impasse com a antecipação da Participação dos Lucros e Resultados e outros entraves quanto à isonomia, licença-prêmio, plano de funções, os funcionários do Banco do Nordeste devem organizar para a próxima quarta-feira, dia 18/10, um Dia de Luta em Defesa do BNB. As manifestações ocorrem na mesma data da próxima rodada de negociação com o banco.

A questão principal tratada na última negociação, dia 11/10, foi a antecipação da PLR. Durante a reunião, o próprio presidente do banco, Roberto Smith, recebeu a representação dos funcionários e deixou claro que a antecipação de 50% da PLR (ou seja, 40% de um salário bruto mais R$ 414,00) só será possível mediante autorização do Dest (Resolução nº 10), que ainda não deu seu posicionamento sobre a questão. “Sabemos das limitações do banco, mas não podemos deixar de cobrar do BNB mais autonomia para negociar com os funcionários”, ressaltou Marcos Vandaí, membro da CNFBNB representando a Contraf/CUT.

A superintendente de Desenvolvimento Humano, Zilana Ribeiro esclareceu que o banco tem sua autonomia para negociar, mas que especificamente no caso da antecipação da PLR é necessário pedir a autorização do Dest, mas que o pagamento do benefício nos moldes da Fenaban já está acertado. Os banqueiros estão antecipando a PLR total.

No dia 18/10 acontece ainda pela manhã uma reunião específica para tratar dos temas relativos à Capef e Camed. O banco também prorrogou até o dia 10/11 o prazo de adesão ao Plano de Cargos e Remuneração (PCR).