Funcionários entregam reivindicações ao Bradesco

30

A Comissão de Organização dos Empregados do Bradesco e Contraf-CUT entregaram as reivindicações específicas dos funcionários para a direção do Bradesco, em negociação ocorrida na quinta-feira, 16/7. O banco se comprometeu a analisar a pauta de reivindicações e agendar nova negociação para discuti-las.


Os funcionários querem a ampliação da licença maternidade para seis meses, o auxílio-educação, a PLR maior, o Plano Cargos Carreiras e Salários, a inclusão dos pais no plano de saúde, entre outras reivindicações que têm como objetivo valorizar os principais responsáveis pelo lucro da empresa: os funcionários.


SEGURANÇA – Outro assunto discutido foi o transporte irregular de valores feito pelos bancários no interior dos estados e que põe em risco a vida dos trabalhadores. Os funcionários exigiram o fim imediato desta prática e o banco se comprometeu a pôr fim ao transporte de valores por funcionários. Segundo o Bradesco, em diversos locais já foram contratadas empresas especializadas que serão responsáveis pelo transporte de valores. O banco ficou de passar para a Comissão de Empresa um balanço dos locais onde essas empresas já estão atuando e também se comprometeu a definir um prazo para encerrar essa prática.

CONFIRA AS PRINCIPAIS REIVINDICAÇÕES DOS FUNCIONÁRIOS


* Ampliação da licença maternidade para 180 dias;


* Igualdade de oportunidades;


* Inclusão dos pais no plano de saúde;


* Treinet no horário de trabalho e sem pressão;


* Garantir aposentadoria com plano de saúde;


* Auxílio-educação;


* Implantação do Plano de Carreira, Cargos e Salário (PCCS);


* Livre acesso dos sindicatos aos locais de trabalho;


* Garantia dos direitos dos trabalhadores lesionados/afastados quando do seu retorno;


* Respeito ao direito de greve;


* Investir na segurança dos bancários e clientes;


* Fim do assédio moral e das metas abusivas.