Funcionários exigem nova negociação da PLR

94

Ficou agendado no mês de dezembro uma nova data em janeiro para negociar a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) entre a Comissão de Organização dos Empregados (COE/Bradesco) e o banco, mas infelizmente o Bradesco não cumpriu a agenda pré-estabelecida. A Comissão buscou por diversas vezes a reabertura da negociação ainda no mês de janeiro, visto que o crédito da PLR é efetuado no início do ano, e os bancários têm urgência em negociar. No entanto, sob a argumentação de que o banco não tem como discutir a questão até a divulgação do balanço de 2005, a direção do banco negou-se a debater o assunto.

A COE está buscando agendar nos próximos dias nova reunião com a direção do Bradesco para que se possa avançar de forma positiva em relação à elevação da PLR.

Se até a divulgação do balanço não houver um acordo, a COE irá organizar uma mobilização nacional junto aos empregados e denunciar aos clientes e a sociedade o descaso do Bradesco com seus funcionários. Em 2005, o Bradesco foi o banco que mais lucrou. Essa lucratividade tem a participação efetiva do esforço e emprenho do seu quadro funcional, portanto é justo que ele tenha uma maior participação também nos lucros e resultados do banco.