Funcionários reforçam em Congresso a mesa única de negociação

19

Durante os dias 10 e 11/8, os funcionários do Banco do Nordeste do Brasil estiveram reunidos em Recife (PE) no XIII Congresso Nacional dos Funcionários. Os participantes reforçaram a tese de mesa única na campanha nacional 2007, além da nova composição da Comissão Nacional, coordenação executiva, bem como o mandato de dois anos para seus integrantes. A minuta de reivindicações específicas será entregue esta semana e a 1ª rodada de negociação está sendo agendada para a semana seguinte.


No dia 10/8, o professor da UFAL, Cícero Péricles, falou sobre conjuntura. “Lula ganhou o Executivo, mas não o Legislativo, e por isso, para ter margem para governar, foi obrigado a fazer alianças nem sempre agradáveis para os militantes, mas necessárias para o governo”, afirmou.


A economista Cleide Bernal falou sobre o “BNB e o Desenvolvimento Regional” e enfatizou a necessidade de fortalecer o papel social do banco. “Hoje não há projeto de desenvolvimento para o Nordeste. Como a Sudene na prática não foi recriada, o BNB é a instituição ideal para exercer esse papel”, analisa.


Ainda no dia 10/8 foram discutidos a gestão da Camed com o diretor eleito da entidade, Raimundo Nonato Cavalcante, e o plano de benefícios e contribuições/Plano CD da Capef com o conselheiro deliberativo eleito, Miguel Nóbrega. À tarde, os debates foram sobre a campanha nacional 2007, com o diretor da Contraf/CUT, Sérgio Braga. O coordenador da Comissão Nacional (CNFBNB), Tomaz de Aquino, falou sobre as reivindicações específicas dos funcionários.


No dia 11/8, os funcionários discutiram todas as pautas do dia anterior em grupos, com a realização da plenária final logo em seguida.

Moções de repúdio – Foi aprovada ainda moção contra a decisão do banco de descontar o valor do empréstimo de férias dos funcionários sem qualquer negociação com os mesmos. Outra moção foi aprovada contra o gerente administrativo de Picos (PI) que suspendeu arbitrariamente a concorrência na agência alegando que nenhum dos inscritos atingiu a pontuação mínima para a função.