Funcionários votam melhorias na Cassi e Previ

19

O segundo turno de votação para o Estatuto da Cassi vai até a próxima sexta-feira, dia 1º de junho, em que será necessário o comparecimento de metade mais um do total de associados e a aprovação da reforma só ocorrerá com o sim de dois terços dos votantes.


O Sindicato dos Bancários do Ceará, a Comissão de Empresa dos funcionários e a Contraf-CUT defendem a aprovação do Estatuto e do Acordo feito para o custeio porque é o possível dentro das condições atuais e é importante para manter a saúde da Cassi, tanto para os funcionários da ativa quanto para os aposentados e suas famílias. O pessoal da ativa pode votar pelo SisBB, enquanto aposentados e pensionistas podem participar pelo telefone 0800-729-0808.

Previ – De 8 a 15/6 os associados ativos, aposentados e pensionistas votarão nas propostas de melhorias de benefícios na Previ negociadas com o BB. Caso aprovadas, as mudanças terão de passar por decisões da Diretoria Executiva e Conselho Deliberativo da Previ, da diretoria do BB, além de serem submetidas à apreciação de órgãos de Governo como o Ministério do Planejamento (DEST) e Secretaria da Previdência Complementar. Vencidas estas fases, os novos benefícios serão implantados.


As mudanças se referem ao Plano 1 e só foram possíveis porque este plano encerrou o ano de 2006 com um superávit de R$ 34,8 bilhões. Feita a reserva de contingência exigida por lei, restaram R$ 20,5 bilhões de Reserva Especial para Revisão de Plano. Deste total, R$ 8 bilhões serão utilizados para rever benefícios, suspender contribuições e alterar a tábua de mortalidade. Restarão mais de R$ 12 bilhões na Reserva Especial.


Ficou acordado entre o banco e a Comissão de Negociação que, aprovadas as mudanças nesta fase, logo em seguida serão retomadas as negociações para tratar de pontos pendentes, tais como aumento no valor das pensões e benefício mínimo. Os dirigentes eleitos e entidades representativas levantarão o fim do voto de Minerva e outras melhorias de benefícios que contemplem 100% dos associados da Previ.


Será votado o seguinte conjunto de melhorias valendo para ativos e aposentados:


Suspensão de contribuições pessoais e patronais por um ano; aumento do teto para 90% de contribuição e benefícios; proporcionalidade da Parcela Previ (PP); antecipada aposentadoria para as mulheres aos 45 anos; contribuições além dos 30 anos com uma renda adicional; tábua de mortalidade que prevê maior longevidade dos participantes e o pagamento de benefícios por mais tempo, exigindo aumento na reserva matemática.