Futuro do plano de saúde corre riscos. Venha defendê-lo!

23


Com as alterações propostas pelo governo, que tornarão mais restritiva e cara a política de assistência à saúde dos trabalhadores da Caixa, o futuro do Saúde Caixa corre grandes riscos. Para defender esse direito, é essencial conhecer suas características e diferenciais. A luta é de todos os usuários. Saúde Caixa é uma conquista dos empregados. Temos que conhecer nosso plano, inclusive, pra poder argumentar na sua defesa. É com unidade e mobilização que vamos mantê-lo. Juntos somos mais!


TODOS DE BRANCO NO DIA 20 DE JUNHO – Nesse dia, as entidades convidam todos os empregados e aposentados da Caixa a vestirem branco como símbolo de defesa do plano de saúde da categoria. Serão realizadas diversas mobilizações em todas as demais unidades da Caixa.  Outras iniciativas estão programadas para primeira semana de julho, com a celebração do aniversário de 14 anos do Saúde Caixa.


HORA DE DEFENDER O SAÚDE CAIXA – As resoluções publicadas pelo governo e a alteração no Estatuto da Caixa propõem um limite correspondente a 6,5% da folha de pagamento para a participação da Caixa nas despesas com assistência à saúde dos empregados. Se essas mudanças se concretizarem, em breve, o Saúde Caixa se tornará caro e excludente. Para lutar contra essa injustiça, Fenae, Contraf-CUT, Fenacef, Fenag, Advocef, Aneac e Social Caixa lançaram a campanha Saúde Caixa: eu defendo.


As mudanças propostas nas resoluções trazem prejuízos aos empregados da Caixa, que vão desde o modelo do custeio – 30% das despesas são custeados pelo empregado e 70% são de responsabilidade da Caixa; nas bases de adesão, em como incluir dependentes e nas garantias do aposentados no Acordo Coletivo.