Greve dos Profissionais no Ceará vai continuar e se fortalecer esta semana

30

No Ceará, a greve dos empregados da carreira profissional (arquitetos – advogados – engenheiros – bancários de profissões constantes no RH 060) vai continuar, mesmo após ameaça da empresa de ajuizar dissídio na última sexta-feira, dia 8/5. A decisão de continuar a greve foi tomada por unanimidade dos presentes à assembléia da categoria reunida às 12 horas de segunda-feira, dia 11/5, no edificio sede da Caixa, em Fortaleza. A categoria garante continuar a mobilização e a paralisação e fazer um movimento cada vez mais forte até que a empresa apresente nova proposta.


Como a direção da Caixa Econômica Federal não apresentou nada de novo em comparação com a proposta anterior, a categoria vai intensificar os contatos políticos esta semana, a exemplo do que já vem sendo feito, tais como contatos com os parlamentares, a OAB/CE, com o CREA/CE e sindicatos do segmento.

Na proposta rejeitada pelos profissionais, apresentada à Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa), a Caixa manteve a tabela de 36 níveis, com piso de R$ 5.700,00 e teto de R$ 8.400,00. A proposta prevê ainda a migração para quem permanece no PCS de 1998, mas com a condição de que o empregado abra mão de eventuais ações judiciais consideradas colidentes e não esteja vinculado ao REG/Replan não-saldado. A migração dar-se-ia por aproximação salarial na tabela de 2006, com posterior ajuste para a nova tabela. O valor previsto na tabela seria retroativo a 1º de janeiro de 2009, com pagamento na folha de maio.