Greve segue firme e forte em todo o Estado

12

       

       

Na segunda-feira, 5/10, após intensa mobilização, duas unidade do Bradesco, no Centro de Fortaleza, tiveram suas atividades integralmente paralisadas em face da greve. As agências Iracema, localizada na Rua Barão do Rio Branco, e Verdes Mares, à Rua Floriano Peixoto, não houve atendimento ao cliente. Diante da paralisação dos bancários funcionaram apenas os caixas eletrônicos. Com isso, ante ao fortalecimento da greve, em seu 12º dia, aumentou a pressão à direção do banco por uma imediata negociação com os bancários.


Para o diretor da entidade e funcionário do Bradesco, Telmo Nunes, a paralisação foi representativa, principalmente porque atingiu a Central Administrativa do banco. Segundo ele, o Bradesco é o banco que está adotando a postura mais intransigente dentre todos durante a Campanha Salarial dos Bancários. “Essa manifestação serve para tentar fazer com que o Bradesco reconheça a importância de seus trabalhadores”, ressaltou.


Na ocasião, dirigentes do SEEB/CE, compareceram às agências em apoio aos grevistas, oportunidade em que divulgaram aos clientes as razões da paralisação. Além disso, cartazes de “Estamos em Greve” foram afixados, Tribunas Bancárias foram distribuídas para o público e a bandinha tocou as suas tradicionais marchinhas de carnaval.

Para o presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará, Carlos Eduardo Bezerra, a direção do Bradesco não tem o direito de impedir que os seus trabalhadores entrem em greve por melhorias salariais, condições dignas de trabalho, dentre outras reivindicações justas. “Os funcionários do Bradesco precisam de garantia para o exercício do direito de greve. Ameaças de demissão não serão superiores ao desejo de avançar nas conquistas. Greve neles!”, acrescentou o presidente.