GT de Saúde volta a debater programa de readaptação

34


O Grupo de Trabalho de Saúde e Condições de Trabalho do Itaú voltou a discutir o Programa de Readaptação, instituído pelo banco sem a participação do movimento sindical, em reunião dia 30/11, em São Paulo. O debate girou em torno da contraproposta apresentada pelo banco em cima das propostas de mudança para o Programa de Readaptação, com a inclusão de cláusulas que garantem a proteção do trabalhador, entregue pelo movimento sindical em outubro.


Os dirigentes sindicais questionaram o método de avaliação e por quem é feito, levando-se em conta que a pessoa está fragilizada, mas continua sendo cobrada normalmente. Também foram discutidas as cláusulas 15 e 65 da Convenção Coletiva de Trabalho. Os bancários pedem o fim da suspensão do pagamento do auxílio cesta alimentação, garantido pela cláusula 15 da CCT, quando o INSS indefere o benefício.


Os trabalhadores irão enviar uma nova proposta de acordo para o banco analisar. Haverá um novo encontro com o banco no início do ano.