HSBC garante fim dos problemas com Revisão do Modelo Operacional

17

No dia 18/07, a Contraf-CUT esteve reunida com representantes do banco HSBC para discutir a situação do RMO. O encontro ocorreu na sede do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região.


Nos últimos meses, tornou-se comum para os empregados do HSBC ter que extrapolar seu horário de expediente, chegando até às 23h em algumas agências. Essa situação começou em junho de 2006, quando começou a ser implantada a RMO (Revisão do Modelo Operacional), novo sistema de tecnologia do banco.


Na reunião o banco garantiu que tais incidentes não voltarão a ocorrer. Os representantes afirmaram que a mudança de provedor e o compromisso da Xerox (que fornece o sistema operacional do novo sistema) resolverão os problemas. Além disso, asseguram que, caso os bancários precisem ficar até mais tarde, seguranças irão acompanhá-los o tempo todo.


Os representantes garantiram também o retorno da gratificação e caixa dos funcionários do CASP que havia sido cortada.