HSBC promete solução para RMO

18

A Comissão de Organização dos Empregados do HSBC reuniu-se no dia 26/7, com representantes do banco. Entre os temas da negociação, estavam a RMO (Revisão do Modelo Operacional), mudanças no Plano Odontológico e regularização do horário de atendimento das agências.


A reunião definiu a criação de dois grupos de trabalho que acompanharão e formularão propostas sobre os problemas no HSBC. Um deles tratará sobre PCS e o outro formulará propostas sobre segurança, que serão debatidas com o novo responsável do banco.


Sobre a RMO, o banco explicou todo o projeto e reafirmou que ele não prevê demissões. Os representantes do HSBC expuseram o porquê dos problemas de extrapolação de jornada das últimas semanas e o fato destes funcionários ficarem sem vigilante na agência após o horário. Segundo o banco, foram realizados alguns ajustes que solucionarão essas questões.


O banco afirmou que alterará os critérios de avaliação que possam prejudicar o bancário com a implantação do projeto RMO. O banco reafirmou ainda a intenção de estudar a padronização do horário das agências. Ainda restam 27 agências com horário estendido até às 18h, das 219 iniciais.


O HSBC tem prazo até setembro para solucionar o problema do plano odontológico dos empregados. De acordo com os representantes do banco, foi contratada uma consultoria para analisar as melhores empresas do mercado para possível substituição da Interodonto. O banco divulgou também a instalação de sete novos ambulatórios atendendo reivindicação do movimento sindical.


A Contraf e o banco acordaram realizar um mapeamento das agências que necessitam de funcionários. Constatada a falta de trabalhadores, o problema será resolvido com novas contratações. A COE reivindicou ainda um bônus para os funcionários no fim do ano devido ao aumento dos gastos dos trabalhadores.