Imposto sobre bancos deve ser criado até o fim do ano, diz Brown

14

As grandes potências estão próximas de chegar a um acordo sobre a criação de um imposto internacional para os bancos, de acordo com o primeiro-ministro britânico, Gordon Brown.


Em entrevista ao jornal “Financial Times”, Brown sinalizou que a taxação – que deverá custar bilhões de libras aos bancos – pode ser aprovada em novembro, durante a reunião do G20 (grupo que reúne os principais países ricos e emergentes) em Seul, na Coreia do Sul.


“Estamos discutindo o que Reino Unido, França e Alemanha podem fazer juntos”, afirmou. “Estamos de acordo em relação à necessidade de criar uma base comum”, acrescentou. Os três países esperam que os Estados Unidos se juntem ao projeto.


A Alemanha anunciou na semana passada a intenção de instaurar um imposto sobre os bancos, que alimentaria um fundo de resgate ao setor financeiro em caso de crise. A França e a Alemanha também estudam medidas similares, embora não tenham definido os detalhes.


Embora as eleições no Reino Unido devam ocorrer em pouco mais de um mês, Brown está engajado nos meios diplomáticos para chegar a um entendimento global sobre a indústria bancária. “O relacionamento entre bancos e sociedade tem que mudar”, afirmou.