Itaú lucra R$ 2,043 bilhões no primeiro trimestre

18

O Itaú apresentou lucro líquido de R$ 2,043 bilhões no primeiro trimestre de 2008, um aumento de 7,4% em relação ao resultado de R$ 1,902 bilhões de igual período em 2007. Se desconsiderado os impactos dos eventos não recorrentes (vendas de ações Mastercard e Visa) ocorridos no primeiro trimestre de 2008, o lucro recorrente é de R$ 1,979 bilhões.


“É importante lembrar que esses resultados expressivos do banco são fruto do trabalho árduo dos funcionários de todo o País”, afirma Ribamar Pacheco, membro da Comissão de Organização dos Empregados do Itaú (COE Itaú). Ele ressalta que, diante de lucros tão exorbitantes, os funcionários do banco precisam ser mais valorizados e isso se traduz em melhores salários e condições mais dignas de trabalho.

PCR – Na última quinta-feira, dia 8/5, ocorreu uma negociação entre a Contraf-CUT e o Itaú. A reunião discutiu os parâmetros para a PCR (Participação Complementar nos Resultados) de 2008.


A PCR é uma importante conquista dos trabalhadores do banco. Ela é paga além da PLR prevista na Convenção Coletiva e não é descontada do programa próprio de remuneração variável do banco (Agir). Sua distribuição é linear, ou seja, todos os trabalhadores recebem o mesmo valor. No ano passado, os funcionários receberam R$ 1.500,00 a título de PCR.


Para 2008, o banco propôs que, em se mantendo o lucro no mesmo patamar do ano passado, o valor distribuído seja também do mesmo valor. Os representantes dos trabalhadores reivindicam que o Itaú distribua, a título de PCR, 1,5% de seu lucro líquido para todos os funcionários de forma linear. Uma nova reunião deverá ocorrer no próximo dia 15/5 para debater os valores.