Itaú obtém lucro de R$ 20,6 bi e demite 2,6% dos funcionários em 2014

7


Apesar do lucro líquido recorrente de R$ 20,6 bilhões em 2014, o que representa crescimento de 30,2% em relação ao ano anterior, o Itaú reduziu o número de empregados da holding em 2,6%. Ao todo, foram fechados 2.521 postos de trabalho em 12 meses.


Para o diretor do SEEB/CE, Ribamar Pacheco, “com todo esse imenso lucro é totalmente injustificável esse fechamento de postos de trabalho. O Itaú caminha na contramão da economia do Brasil, o que fica caracterizado que o banco não pratica a tal responsabilidade social que o mesmo publiciza”.


Antecipação da PLR – Logo após a divulgação do balanço pelo Itaú, a Contraf-CUT enviou ofício à diretoria do banco reivindicando a antecipação do pagamento da segunda parte da Participação nos Lucros e Resultados (PLR), o mais breve possível, haja vista que esse lucro bilionário só foi alcançado com o empenho e a dedicação dos funcionários do banco.


A rede de atendimento do Itaú em 2014 passou a contar com 56 novas agências. Entretanto, foram fechados 11 PAB’s. Já o número de correspondentes bancários foi de 41.641 em dezembro de 2014, uma diminuição de 31 unidades, mostrando que o banco segue apostando na precarização do atendimento.