Lançada campanha de conscientização sobre o diabetes no País

20


Uma pesquisa realizada pelo Ibope em parceria com a SBD (Sociedade Brasileira de Diabetes) mostra que 85% das pessoas acreditam que a doença pode ser prevenida, mas 81% associaram isso com a redução do consumo de açúcar.  A pesquisa também revelou que, apesar de o diabetes ser uma doença conhecida por 99% das pessoas, 34% dos pacientes diabéticos não sabem se são do tipo 1 ou 2. Além disso, 60% dos entrevistados não fazem atividade física e 48% estão acima do peso ideal.


O presidente da SBD, Balduíno Tschiedel, disse que “as pessoas precisam entender que um pacote de salgadinho é pior do que um pedaço de chocolate, porque tem mais gordura”. Os hábitos de vida ruins, especialmente sedentarismo e má alimentação que contribui para a obesidade, são as principais causas do crescimento do diabetes tipo 2. Por isso, a mudança de estilo de vida é a arma mais poderosa para combater o diabetes.

Segundo o presidente da SBD, o diabetes já atinge 13,4 milhões de brasileiros, tornando o País o 4º do mundo em número de pessoas com a doença, atrás da China, Índia e Estados Unidos.


Campanha Nacional – Com o objetivo de mostrar que a doença pode ser prevenida e que as mudanças no estilo de vida são fundamentais para impedir seu crescimento e também garantir o bom controle daqueles que estão em tratamento, a SBD lançou também a Campanha Diabetes: mude seus valores.


O endocrinologista Luiz Turatti ainda afirmou que outro ponto importante da campanha é desmistificar que o diabetes é uma doença de difícil tratamento, “um mito que atrapalha o controle do problema”. É possível ter qualidade de vida com diabetes desde que os hábitos nocivos sejam substituídos por bons costumes. Lembrando que nenhum alimento causa diabetes.


Para incentivar os bons hábitos e chamar a atenção para a prevenção do diabetes, a campanha estará presente em ônibus e aeroportos de todo o País. Além disso, a SBD vai iniciar uma ação em diversas cidades em que esportistas vão interagir com o público leigo, como uma forma de incentivar a atividade física.