Lançado Comitê que liderará campanha contra privatização do Banrisul

63

Foi lançado no sábado, 21/4, em Porto Alegre, o Comitê Estadual em Defesa do Banrisul, que iniciará campanha contra a privatização do banco. Centenas de bancários e representantes de outras categorias de trabalhadores, centrais sindicais, políticos e parlamentares participaram do ato. O movimento proporá a criação de um contrato de gestão, a ser coordenado pela Assembléia Legislativa do Estado, para melhor fiscalização da gestão do banco.


A Federação dos Bancários do RS (Feeb-RS), que reúne 38 sindicatos no Estado e mais de 27 mil bancários, organiza o movimento junto com o SindBancários. “Não queremos apenas um banco estatal, garantido com 51% das ações. O Banrisul deve cumprir papel de indutor do desenvolvimento e de democratização do acesso aos serviços às populações de baixa renda e nos pequenos e médios municípios”, afirma o presidente do SindBancários, Juberlei Bacelo.


O Comitê propõe o seguinte: 1º – A criação de um contrato de gestão, coordenado pela Assembléia Legislativa, que torne mais eficiente a fiscalização sobre os rumos da instituição; 2º – A retirada de qualquer proposta que signifique privatização; total ou redução da participação acionária do Estado no banco; e 3º – A manutenção do perfil público e como agente de fomento do desenvolvimento e do bem-estar dos gaúchos e das gaúchas.


A venda de ações ameaça a gestão do banco. As entidades organizadoras apresentaram no ato a campanha institucional que dará o tom da mobilização. “Vamos retomar o sentimento de defesa do que é nosso. Vender ações sob desculpa de capitalizar a instituição é cortina de fumaça. Capitaliza e depois vende”, alerta Bacelo.