Lei de segurança bancária inédita é sancionada pelo Governo do Ceará

13


“Por iniciativa do Governo, nós alcançamos uma vitória. Agora a lei de segurança bancária do Ceará é referência no Brasil”, afirmou o presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará, Carlos Eduardo Bezerra, durante a solenidade em que o governador Camilo Santana sancionou, no dia 14/12, a lei que regulamenta as normas de segurança para estabelecimentos bancários no Estado.


Lembrou ainda Carlos Eduardo que da lei constam medidas apresentadas ao governador em 2015, em audiência solicitada pelo Sindicato. Para ele, o Governo do Ceará dá exemplo para todo o País ao prezar pela segurança e legislar sobre as responsabilidades dos donos de instituições bancárias, numa iniciativa pioneira em todo o País. E completou: “o mercado paralelo do crime organizado não tem tido uma resposta suficiente por parte dos bancos, mas tem tido um esforço muito grande por parte de forças públicas. É uma profunda vitória”, afirmou.


Na solenidade de assinatura da sanção da lei, realizada no Palácio da Abolição em Fortaleza, o governador Camilo Santana, autor da mensagem aprovada pela Assembleia Legislativa no mês de novembro, destacou a importância da lei: “Esse debate já vinha sendo feito há muito tempo com as instituições financeiras, que são quem mais lucram nesse país. Mas, mesmo assim, os donos de banco não compreenderam a importância de tomar essas medidas. Então, resolvemos fazer a lei para obrigar, garantindo segurança dos clientes e dos servidores. Não é papel do Estado garantir segurança nas agências bancárias. É uma lei importante, somos o primeiro Estado do Brasil que faz uma lei desse porte. Que sirva de exemplo para esse grande debate que estamos levantando”, disse Camilo Santana.