LUCRO CHEGA A R$ 19,25 BI NOS NOVE PRIMEIROS MESES DO ANO

11


O Itaú obteve lucro líquido recorrente de R$ 19,255 bilhões nos nove primeiros meses deste ano. O montante corresponde a um crescimento de 3,5% em relação ao mesmo período de 2017. Com isso, a rentabilidade do banco foi de 21,7%, mesmo patamar medido no ano passado.


Contribuíram para o resultado o menor custo de crédito e as maiores receitas com prestação de serviços. Já as receitas do Itaú com prestação de serviços e tarifas bancárias chegaram a R$ 28 bilhões, uma alta de 7,7% em relação aos nove primeiros meses de 2017. Apenas com essa receita o Itaú cobre 162% do total de suas despesas de pessoal, ou seja, paga toda ela e ainda sobra R$ 10,8 bilhões.


EMPREGOS – Entre setembro de 2017 e setembro deste ano, o Itaú abriu 8 novas agências físicas, totalizando 3.531 unidades no país. E ainda 17 novas agências digitais – que agora somam 173. As agências digitais são responsáveis por 18% do volume financeiro do crédito, 40% dos investimentos e 74% dos pagamentos no Itaú. Já o número de trabalhadores do Itaú no Brasil chegou a 87.070, um aumento de 4.669 em relação a setembro de 2017, em função da aquisição das operações de varejo do Citibank no país. Além disso, o Itaú destaca as contratações de consultores de seguros para a rede de agências e na área de tecnologia.


“Com tamanho lucro, o banco tem todas as condições para atender as reivindicações dos trabalhadores. Queremos o fim das demissões e dos adoecimentos diante de metas cada vez mais abusivas”
Ribamar Pacheco, diretor do Sindicato dos Bancários do Ceará