Lucro cresce 61,1% e chega a quase R$ 4 bilhões

11

O lucro do Banco do Brasil somou R$ 3,99 bilhões no primeiro semestre de 2008, um aumento de 61,1% maior que os resultados atingidos no mesmo período de 2007. No segundo trimestre o lucro atingiu R$ 1,644, o que representa uma alta de 53,9% em relação ao período correspondente de 2007. No mesmo período de 2007, o BB havia registrado um lucro líquido mais baixo, de R$ 1,068 bilhão.


Segundo o balanço, o resultado positivo se deve, em parte, a receitas e despesas extraordinárias. Quando elas são deduzidas, chega-se a um resultado recorrente de R$ 1,463 bilhão, queda de 1,2% em relação a 2007.


Outro dado relevante foi à expansão da carteira de crédito do BB que cresceu mais do que a média do mercado. O crédito total (incluindo carteira externa, interna e prestação de garantias) superou os R$ 200 bilhões. Destaca-se o crédito consignado, que totalizou R$ 14 bilhões, crescimento de 37,9% em 12 meses. A carteira de crédito encerrou o semestre com saldo de R$ 190,1 bilhões, crescimento de 30,9% em 12 meses e de 10% em relação ao trimestre anterior.


Segundo o presidente interino do Sindicato dos Bancários do Ceará (SEEB/CE), Carlos Eduardo, “o resultado do Banco do Brasil comprova a sua capacidade de atender as reivindicações dos bancários. O banco agora tem a oportunidade de evitar o conflito, avançando em soluções negociadas sobre PCCS, PLR, fim da lateralidade, aumento do piso e pagamento das substituições”.