Lucro do Bradesco atinge R$ 2,1 bilhões no 1º trimestre de 2010

17

O Bradesco teve lucro líquido de R$ 2,103 bilhões no primeiro trimestre, informou o terceiro maior banco brasileiro na quarta-feira, 28/4. O resultado foi 22,1% superior ao obtido no mesmo período do ano passado, mas 3,6% menor ante o quarto trimestre.


No resultado ajustado – que retira itens extraordinários –, o banco lucrou R$ 2,147 bilhões, ou 9,8% a mais ante o primeiro trimestre do ano passado.


Ao final do mês de março, a carteira de crédito do banco era de R$ 235,2 bilhões – com um avanço de 10,4% sobre 12 meses antes. O destaque ficou com o desempenho dos empréstimos para pessoa física, que cresceu 16,7%, para R$ 86 bilhões. Já a carteira de pessoa jurídica avançou 7,1%, para R$ 149,2 bilhões.


Apesar do crescimento da carteira, o banco reduziu em mais de 20% a provisão para devedores duvidosos – fruto da forte queda nas taxas de inadimplência. A provisão nos três primeiros meses deste ano foi de R$ 2,188 bilhões – queda de 20,8% ante igual intervalo de 2009.


Apenas ao longo dos últimos três meses, a taxa de inadimplência de mais de 90 dias caiu 0,5 ponto percentual, de 4,9% em dezembro do ano passado para 4,4% em março. A queda mais expressiva foi na inadimplência da pessoa física, que foi de 7,4% para 6,7%.


No período, o volume total de depósitos no banco ficou praticamante estável, a R$ 170,7 bilhões – 1% a mais ante o mesmo período do ano passado e queda de 0,1% ante o quarto trimestre.


Os ativos do Bradesco eram ao final de março de R$ 532,6 bilhões, 10,5% a mais do que em março de 2009 e 5,2% de avanço ante dezembro.