Lucro trimestral sobe 50% em relação a 2006

19

Continuando com a estratégia dos bancos privados, de lucro a qualquer custo, o Banco do Brasil divulgou na terça-feira, dia 15/5, o resultado do 1º trimestre de 2007. Considerados os ganhos extraordinários do ano passado (créditos tributários de R$ 1,4 bilhão), houve queda de 40% no lucro líquido. Descontando-se esse fator, o lucro líquido de R$ 1,41 bilhão no primeiro trimestre foi 50% superior ao obtido no mesmo período do ano passado. Outros números que se destacaram foi o aumento de 33% na carteira de crédito, passando para R$ 140,38 bilhões. O retorno recorrente sobre o patrimônio líquido médio anualizado foi de 29,4%, contra 22,5% em igual período de 2006.


“Os números mostram mais uma vez que a direção do banco do Brasil não tem nenhum motivo para as medidas que vem tomando de corte de pessoal, descomissionamento, terceirização, além do terror que vem implantando nos locais de trabalho. Está indo na contramão dos objetivos de um banco público e da diretriz do governo Lula, de fomentar o crescimento e melhorar o atendimento à população”, afirma Marcel Barros, coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários.