Luta pela antecipação integral da PLR deve continuar

62

Após intensa mobilização das entidades representativas e dos funcionários, a direção do BNB decidiu liberar um adiantamento da antecipação da PLR. O adiantamento será linear, tendo como base o montante provisionado no 1º semestre de R$ 3.380.000 milhões, sendo proporcional aos dias trabalhados. Terão direito ao adiantamento os funcionários admitidos até 31/8/2006. Os demais receberão a PLR quando o banco pagá-la integralmente.

A decisão foi acertada com a Comissão Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB/Contraf-CUT), em reunião realizada no dia 1º/12. O banco comprometeu-se a encaminhar para a Comissão até a próxima quinta-feira, 7/12, a proposta do acordo da PLR, que deve ser assinado já na segunda, 11/12. O pagamento do adiantamento deve ser feito até a segunda, 18/12.

“É importante lembrar que isso é só um adiantamento e que nós, funcionários, devemos continuar mobilizados para garantir a antecipação integral da PLR, como aconteceu em outros bancos”, convocou o coordenador da CNFBNB, Tomaz de Aquino.

Outra importante conquista foi o pagamento, já em dezembro, das horas-extras relativas aos sábados compreendidos entre setembro de 2005 e agosto de 2006. Foi acertado também o adiantamento do 13º salário para o dia 20/01/2007.

Quanto ao abono das faltas dos dias da greve, o assunto deve voltar a ser discutido na próxima reunião, marcada para o dia 12/12. Nesse dia, o banco apresentará também um esboço do processo de instalação do ponto eletrônico.

O BNB informou ainda que todas as cláusulas da minuta de reivindicação em que a proposta do banco for superior a Fenaban, prevalecerá a melhor.