Maioria aprova estatuto da Cassi, mas falta de quórum leva ao segundo turno

20

Eram necessários 95.905 votos favoráveis (2/3 do corpo social), mas, no total, apenas 92.184 participaram da consulta. Nova votação acontece de 21/5 a 1º de junho.


A consulta do novo estatuto da Cassi, que embute as medidas para resolver os problemas de custeio, terminou sem que fosse atingido o quórum de 2/3 do corpo social. Participaram 64,08%, sendo que entre os aposentados houve pequena participação, com o comparecimento de menos de 30% dos que estavam aptos a votar.


Por isso, ocorrerá segundo turno no período de 21 de maio a 1º de junho de 2007, em que será necessário o comparecimento de metade mais um do total de associados, e a aprovação da reforma só acontecerá com o “sim” de dois terços dos votantes.


“Continuamos defendendo a aprovação do Estatuto e do Acordo feito para o custeio porque é o possível dentro das condições atuais e é importante para manter a saúde da Cassi, que é importante tanto para os funcionários da ativa quanto para os aposentados e suas famílias”, afirma Marcel Barros, coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil.